6 de agosto de 2018 – ,

O que é e para que serve um projeto?

Projetos são realizados desde a antiguidade. Dentre os mais significativos desses projetos estão as pirâmides no Egito, com destaque para a Pirâmide de Gizé (2550 a.C.) e a Muralha da China. O esforço para sistematizar os processos de gestão de projetos surgiu com a consolidação da Revolução Industrial no final do Século 19.

Nos Estados Unidos, o “pai” da gerência de projeto é Henry Gantt, chamado o pai de técnicas do planejamento e do controle, que é conhecido pelo uso do gráfico de barras como uma ferramenta de gerência do projeto.

Os anos 1950 marcam o começo da era moderna da gerência de projetos. Nesse tempo, dois modelos/técnicas foram desenvolvidos:

  • Program Evaluation and Review Technique ou PERT, desenvolvido como a parte programa do míssil do submarino Polaris (1957-58) da marinha dos Estados Unidos.
  • Critical Path Method (Método do Caminho Crítico) ou CPM, desenvolvido em conjunto por DuPont Corporation e Remington Rand Corporation. Tem origem no método usado no Projeto Manhattan.

Em 1969 foi fundado o Project Management Institutepara dar forma ao profissionalismo no gerenciamento de projetos. A premissa do PMI é que as ferramentas e as técnicas da gerência de projeto são terra comum para diversas aplicações e segmentos do mercado. Em 1983 deu-se o início do que se transformou em um guia de projetos o Project Management Body of Knowledge (PMBOK®), contendo os padrões e as linhas mestras das práticas que são usados extensamente durante toda a carreira profissional do gestor de projetos.

1996 foi a primeira edição do PMBOK®.

O que é um projeto?

De acordo com o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado único.

CARACTERÍSTICAS COMUNS:

  • É direcionado a alcançar um resultado específico;
  • Envolve a execução coordenada de atividades relacionadas;
  • Possui duração limitada – um início e um fim;
  • É único;
  • Fornece uma melhora na capacidade de desempenho na execução de estratégias organizacionais.

Sendo assim, os projetos impulsionam mudanças e permitem a criação de valor de negócio.

Contexto de Iniciação do Projeto

Para que serve um projeto?

Um projeto é um facilitador! Com ele fica mais simples a realização e concretização de planos e metas, por exemplo.  É, também, uma oportunidade para se testar as possíveis inovações em um ambiente controlado sem que a decisão de mudança seja colocada em prática até que as novas idéias de trabalho sejam avaliadas.

Um projeto ajuda a evitar retrabalhos e desperdícios, deixando-o mais preparado para que realmente consiga concretizar o objetivo final. Isso porque é possível prever, até certo ponto, quais serão os esforços necessários, identificar as possíveis falhas de percurso e o que você precisará em termos de equipe e recursos.

Como começar o meu projeto?

A primeira pergunta que deve ser feita no seu planejamento é: “Nós precisamos dessa mudança?”.

  • Se a resposta for não: mantenha suas práticas e as reforce.
  • Se a resposta for sim: mude e inove, mas tenha em mente que nada será imediato e sem esforço

O que você precisa avaliar ao planejar um projeto:

  • Título: Atribua um título significativo ao seu projeto. Isso fará com que as pessoas se identifiquem com ele.
  • Objetivo: Tenha um objetivo claro, bem definido e o mais importante, tenha foco. Não faça várias coisas ao mesmo tempo; foque para atingir melhores resultados.
  • Resultado: Todo projeto precisa de um produto tangível ou ele simplesmente desaparece. O produto pode ser: um relatório do projeto, um conjunto de recomendações, um plano, material de treinamento, programa de treinamento, desenvolvimento de uma estratégia, e assim por diante.
  • Riscos: Um projeto pode ter efeitos negativos: alguns membros da equipe podem se sentir excluído; pode ocorrer insatisfação com as atividades; perda de foco nos problemas do dia-a-dia. Crie uma lista de riscos para o seu projeto e defina quais ações pode tomar para minimizá-los ou evitá-los. 
  • Equipe: Tenha os papéis dos membros da equipe claramente definidos desde o começo. Mesmo que sua equipe seja democrática opte por um líder de projeto que será responsável pela organização e por alcançar os prazos. Os membros da equipe constantemente realizarão trabalho extra, e, portanto devem conhecer seus papéis para evitar o estresse ao longo do projeto.
  • Stakeholders (envolvidos): São as pessoas que serão impactadas pelo aprendizado do projeto e, quase sempre, tem influência sobre ele. As partes interessadas podem estar ativamente envolvidas no projeto ou ter interesses que possam ser positiva ou negativamente afetados pelo desempenho ou término do projeto.
  • Prazo: Divida o projeto por fases, determine a sequência das atividades, sua duração, seus requerimentos de recursos, suas restrições e as datas de início e término de cada atividade.
  • Orçamento: É importante ter um plano de orçamento e um sistema de monitoramento para que possa controlar quanto foi gasto do orçamento. Estão incluídos no custo do projeto tempo, materiais, mão-de-obra, artigos de consumo, reuniões, viagens etc.
  • Critérios de avaliação: Um projeto pressupõe que seu gestor seja responsável por ele junto à empresa ou a um grupo, por isso defina os critérios de avaliação no início, considerando os objetivos definidos.

Agora que você já sabe o que é e para que serve um projeto, se sente pronto para começar o seu?

Se sim, conte para nós como está sendo essa experiência! Se não, clique aqui e veja como você pode aprender mais. Até logo!

VEJA TODOS OS ARTIGOS SOBRE GESTÃO DE PROJETOS

Escola Gemba

Artigos Relacionados

Próximos Cursos

Somos o primeiro Centro de Excelência em Lean & Six Sigma do Brasil. Contamos com um portfólio de mais de 200 treinamentos, em 8 áreas de atuação para você que quer dar uma impulsionada na sua carreira! Confira.